Anoreg: Há quatro tipos de regime de bens no Brasil: comunhão total; comunhão parcial; o da separação e o de aquestros. No caso da comunhão total, todo e qualquer bem dos cônjuges, seja um patrimônio obtido antes ou depois do casamento, torna-se comum aos cônjuges, independente de sua origem, seja compra, doação, herança ou qualquer outra forma de aquisição.

Já na comunhão parcial apenas os bens adquiridos depois do casamento farão parte da partilha. O de separação de bens como o próprio nome já diz é o caso em que os bens são individuais. O de participação final nos equestros é um regime misto, no qual enquanto durar o casamento, cada cônjuge tem a exclusiva administração de seu patrimônio pessoal. Após a dissolução da sociedade conjugal, apuram-se os bens de cada cônjuge cabendo a cada um metade dos adquiridos na constância do casamento.