Senhores Juízes Corregedores do Foro Extrajudicial e Senhores Agentes Delegados do Estado do Paraná,

Em razão do contido no artigo 160 da Lei de Registros Públicos e no artigo 465 do novo Código de Normas, e reiterando os termos dos ofícios circulares 50/00 e 207/2007 desta Corregedoria-Geral, nas notificações realizadas pelos Serviços de Registro de Títulos e Documentos uma das partes (notificante ou notificando) deve ser necessariamente domiciliada (CCB, arts. 70 a 75) na circunscrição territorial da Serventia, sob pena da adoção das providências disciplinares cabíveis, tudo em conformidade com a decisão proferida nos autos supracitados cuja cópia segue clicando aqui.

Atenciosamente,

Des. EUGÊNIO ACHILLE GRANDINETTI

Corregedor da Justiça